Flores e respeito ao proximo

Alguns finais de semana atrás, saímos de casa com a intenção de colher morangos. Eh que o Pimpolho adora morango e eu tinha visto uma placa, aqui mesmo em Basel, indicando um terreno onde era possível colher os morangos e depois pagar pela quantidade colhida. Pois bem, lá fomos nos… e chegando la, vimos que a colheita de morangos já tinha acabado. Uma pena… Mas para não morrermos na praia, ou melhor, no campo, lembramos que no ultimo inverno tínhamos visto uma campo de flores onde era possível colher flores tipo self-service. Obviamente não tem flores no inverno e então guardamos o pensamento de voltarmos ali na primavera/verão. E foi o que fizemos e vou contar para vocês como funciona.

Trata-se de um campo, do tamanho de um quarteirão mais ou menos, onde vc pode colher vários tipos de flores. Era um sábado e então não tinha ninguém trabalhando lá no horário que fomos. Logo na entrada você se depara com o placar escrito o preço de cada tipo de flor. Tem uma casinha com chinelos de vários tamanhos para quem não quiser sujar os sapatos. Tem também varias faquinhas penduradas e eh com elas que as pessoas colhem as flores. Tem uma lata de lixo onde cada um pode limpar suas flores e organizar seus arranjos e assim deixar o lugar limpo. E tem os cofrinhos onde as pessoas deixam o dinheiro para pagar as flores que colher. E por ultimo os campos de flores.

Não, não tem ninguém te vigiando e calculando se o valor que vc esta pagando corresponde realmente as flores que colheu. Mas eu duvido que alguém não o faca corretamente. Não, não eh perigoso deixar facas penduras e ao alcance de qualquer um, inclusive das crianças. Alias, outro dia estava pensando sobre a proibição das chamadas “armas brancas” no Rio de Janeiro. Seria impossível fazer com que os suíços não andassem com seus famosos canivetes. Eu também ando com um canivete na bolsa. Não, não eh porque tenho medo de ser assaltada ou porque assalto as pessoas. Eh só para descascar a maçã do Pimpolho… 🙂

Gostamos muito deste passeio porque ensinamos ao Pimpolho como colher flores, alias ele as escolheu. Também o ensinamos que deveríamos pagar por elas porque alguém foi ali e as plantou com todo carinho para que pudéssemos colher e levar para casa. Ensinamos a ele a  ter cuidado com a faquinha. E claro, ele adorou colocar o dinheiro no cofrinho. 🙂

Para quem mora em Basel, isto tudo aconteceu no Bruderholtz. Fica a dica! 😉

Algumas fotos:

IMG_6292Placar com informação sobre os preços.

IMG_6290Na entrada, barraca com chinelos de varios tamanhos.

IMG_6293Cofrinho onde se paga as flores colhidas.

IMG_6297Campos de flores.

IMG_6304Nossa colheita. Flores escolhidas pelo Pimpolho.