Todos unidos pelo idioma alemão

Tudo bem que minhas ferias já se acabaram a muito tempo… mas eh quando o curso de alemão começa eh que realmente sinto que a minha rotina voltou ao normal. Neste curso somos: uma colombiana, uma canadense, uma indiana, uma italiana, uma mexicana, uma israelense, duas tailandesas, uma da Letônia e um único homem: sírio.

Como não gostar de um idioma que me da a oportunidade de conhecer e conversar com pessoas de tão diferentes culturas? 😉 Nem todos ali falam inglês…

Como não gostar de um idioma que me da a oportunidade de entender um (ainda) “simples” poema do Goethe, sem necessidade de tradução? 😉

Bom curso para nos!

Hat alles seine Zeit

Das Nahe wird weit

Das Warme wird kalt

Der Junge wird alt

Das Kalte wird warm

Der Reiche wird arm

Der Narre gescheit

Alles zu seiner Zeit. ” (Goethe)

Cora Coralina – Não sei

Não sei

Não sei…
se a vida é curta
ou longa demais para nós.

Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura…
enquanto durar.